Atividade Fantástica

moon_castle

Eu já ouvi dizer que os sonhos são uma das motivações mais populares para se criar ficção fantástica. O que os sonhos me oferecem são uma versão exagerada das últimas coisas que eu pensei em um dado dia, e estes pensamentos são realistas demais para se converterem em uma história. O último que eu li foi uma frase do Bukowski que dizia “a não ser que o sol dentro de você esteja rugindo e implorando para ser convertido em palavras blá blá blá, não o faça (ser escritor, ele quer dizer)”. Nada mais longe da minha realidade. Eu me levanto e tomo uma decisão, e me preparo para angariar os requisitos combustíveis dessa decisão: leite, café, um cigarro de palha. Seria fácil se a coisa se resumisse a ficar escrevendo relatos em primeira pessoa sobre minúcias pensamentais do meu dia-a-dia, mas meu negócio é escrever fantasia. Eu tomo uma decisão. Para começar, é necessário fechar meus olhos e pensar fantástico, esquecer um pouco da ficção 24/7 conhecida como vida real e por os pés no chão das Terras da Lei ou Uldessa ou Minerva ou qualquer uma em questão. Remover os traços de ego identificado com minha nacionalidade, classe social, interesses castantes, posição atual no mercado sexual, concepção discursiva sobre a natureza do silêncio do momento presente e trabalhar humilde. Fantástico. A única forma que eu encontrei de manter meus pés no chão e suavizar a Matrix.

O que faremos hoje? Mapa? Tabelas Linguísticas?

Pra relaxar, um pouco de notícias e discussões profundas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *