Quem sou eu?

quem-sou-eu

Ali, parados diante da banda que comia notas e tirava e oferecia prazer a partir de um nonsense musical quadrado, nossas emoções estavam perpendicularmente apontadas, e no ponto de encontro de seus sentidos era um prazer simples de ouvir aquele tipo de música. Mas eu estava me divertindo num sentido mais amplo; ele não. Tínhamos acabado de cruzar a barreira dos 27 anos de idade, onde a busca retorna àquela característica tubulenta dos 14.

– Velho, olha pra essa galera. Você não vê? – disse ele.

– Vê o quê?

– Essa coisa…juvenil…rebelde.

– É entretenimento com roupa de rebeldia, só isso. Eles só ladram.

– Eu discordo. Saudosismo destrutivo, isso é.

Duas horas antes o ambiente de diversão era outro. Sentados em roda, desinibidos com ressalvas, aquele grupo social politicamente correto que me enchia de um desespero injustificável, que como todos os desesperos injustificáveis buscou prontamente alguma explicação para si.

– Velho. Olha só pra essas pessoas. Você não vê? – disse eu.

– Como assim?

– Não tem nada de…errado aqui pra você não?

– Queisso. Relaxa mano. Descontrai.

– Mas como? Você não vê?

Claro que ele estava descontraído num sentido mais amplo. Estava em harmonia com a sua própria construção de identidade naquele momento, deixando para trás todo o pedal-duplo e distorção de seu passado de lado. Aquilo para mim tinha cheiro de coisa velha, de busca abandonada, de supressão de autoconfiança na forma de uma postura socialmente aceitável. Eu olhei as horas e o indiquei o tanto que faltava para o show num lugar escuro e fumacento.

– Tu tem certeza que não quer ficar aqui?

– Velho, seguinte, eu vou na parada. Esteja convidado.

– B-beleza.

Por falta de respeito às associações emocionais que cada um fazia e que transcendia as formas e pessoas de cada um dos ambientes, pelo Quem sou eu? dentro de cada um, nossa amizade chegou a um fim prematuro e cheio de críticas do tipo o-cara-não-é-sincero-com-ele-mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *