Abandonando A Busca Pela Felicidade

abandonando

O que eu quero da vida?

Simples, digo eu: felicidade.

Quando foi que eu me perguntei o que é a felicidade?

Quando foi que as duas imagens se formaram na minha cabeça? Uma delas, baseada num misto entre propaganda de chinelo, show de rock e filme de comédia romântica. Ou então, para abrandar a inocência da imagem anterior, uma mescla entre um monge zen-budista em meditação e ideais sofisticados de turismo. Ou então…

O que couber.

O que não cabe mesmo é o outro extremo desta imagem. Trabalhadores de colarinho branco, de peles claras e olheiras escuras, solitários e encaixotados, reprimidos e entediados, esperando que alguém lhe dê a pílula certa e eles entrem em algum tipo de aventura não premeditada, que normalmente cai no âmbito do romance ou das viagens.

Então, num ato revolucionário, busca-se a felicidade. Troca-se de emprego, esposa, roupas, drogas. Por um breve momento, lá está a felicidade buscada. Após um breve momento, parece que tudo está voltando a ser como foi; claramente há algo de errado mais ao fundo. Vamos descobrir? Vamos escavar a poça de memórias e traumas e recalques? Ou então, para quem não tem muito estômago, tomar alguma coisa que conserte isso de uma vez por todas?

Quem terá a coragem de admitir que a felicidade não é coisa desse mundo, que é um conceito englobando determinados estados emocionais fugazes impossíveis de serem sustentados? Tudo o que um viciado de heroína gostaria seria ficar chapado o tempo todo sem consequências negativas. Quão bom é este plano? Em outras palavras, como tenta-se explicar aos buscadores espirituais há milhares de anos, a iluminação não é para a pessoa.

Até quando jogarei este jogo? Até quando eu direi que o que eu busco é a felicidade?

One thought on “Abandonando A Busca Pela Felicidade

  1. Muito bom o texto! Felicidade é uma promessa e uma ilusão, mas é também sustentada pela necessidade de se ter esperança e fé na vida. Talvez felicidade possa ser apenas afirmação da abertura em querer que as coisas melhorem, que as dádivas serão notadas e celebradas, uma permissão para que sempre que possível a vida dê certo, uma disposição. 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *