Indulgência

indulgencia

Explorar, cavucar, buscar o centro, buscar a fonte, a partícula de deus. Tubos titânicos com milhares de quilômetros de extensão dedicados unicamente a chocar partículas umas contra as outras e contar os cacos, que por sua vez são chocados uns contra os outros para contar cacos ainda menores.

Sentei-me para meditar para encontrar a partícula do Eu, chocando cacos contra cacos contra cacos-dos-cacos até minha mente não ser mais capaz de suportar.

Cavuquei meu ventre a ver se encontrava minha alma. Me perdi e me enojei entre pedaços decepados de intestino até tudo virar uma poça de sangue que pode ser limpa com uma quantidade suficiente de água sanitária.

Tomei a bebida negra para ver se encontrava minha mente, expandi, retrai e choquei todas as partículas de minha memória e minha consciência e a consciência de todos os que atravessaram este mar e todos os piores locões que tomam todos os chás juntos no que chamam de coquetel-mestre da expansão da consciência, e tudo que eu encontrei foi o medo disforme do qual Lovecraft nos alertou, que hoje prefere-se chamar de pânico.

O caminho para a liberdade fica na direção oposta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *