Quando a inspiração não é o bastante

20170131_150620

Pego um bloco de notas que habita a primeira gaveta e rasgo dois pedaços de papel. Num deles, escrevo um número na casa dos milhares e o repouso sobre o cartão postal intitulado The Hobbit. No outro, escrevo um número na casa das centenas e o repouso sobre o cartão postal intitulado The Eagle And Child. Olho para a esquerda e vejo os sinais do que a minha vida se transformou nos últimos anos.

20170131_150443

20170131_150620

O primeiro papelzinho representa minha meta de escrita para o dia. O segundo, a de leitura. Nem sempre é possível alcançá-las, mas há alguma coisa nos números que tranquilizam minha autoexigência e reprimem minha avoabilidade.

Quando a inspiração não é o bastante, valho-me da calculadora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *