Como a morte se tornou uma ideia aceitável

morte aceitavel

Fiz tudo o que podia fazer, mas os ventos sopraram em todas as direções possíveis. O que posso eu e meu barquinho fazer contra as correntes? Se eu tivesse o poder de mudá-las segundo minha vontade, destruiria o mundo inteiro no processo.

Em alguns momentos, não fiz o melhor possível, apenas fiz o melhor possível para agir, e certas vezes esta ação foi sub-ótima. Minha mente entrou no caminho, meu coração entrou no caminho, mas eu fiz o melhor possível para transpô-los e integrá-los.

Não há terra à vista e os recursos são escassos. Mas eu naveguei. O melhor que pude. O céu está escurecendo e eu comecei a dar os nós que devem ser dados.

Venha!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *